Pesquisar este blog

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Davi e a submissão

Vejamos que interessante, muitas vezes ouvi falar da Submissão de Davi a Saul, porem se analisarmos a história como ela é, e não como queríamos que ela fosse, veremos nitidamente que é quase impossível sustentar essa afirmação.

Vamos aos fatos

1º Saul é o rei, Davi é o servo, um excelente militar, mas, um servo apenas. 
O desejo do rei é que Davi seja morto. Davi conhece esse desejo mas foge da morte. 

2º Davi tem a oportunidade de matar a Saul, mas não o faz por temor a Deus "E disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, ao ungido do SENHOR, estendendo eu a minha mão contra ele; POIS É O UNGIDO DO SENHOR."

3º Se submissão é estar debaixo de uma ordem, QUAL A ORDEM QUE DAVI SEGUIU? 
a) Saul 
b) Deus 

Porem esses argumentos podem não parecer suficientes para convencer o amigo leitor então.

 
Volta, pois, agora, e vai em paz; para que não faças mal aos olhos dos príncipes dos filisteus.
Então Davi disse a Aquis: Por quê? Que fiz? Ou que achaste no teu servo, desde o dia em que estive diante de ti, até ao dia de hoje, para que não vá e peleje contra os inimigos do rei, meu senhor?
Respondeu, porém, Aquis, e disse a Davi: Bem o sei; e que na verdade aos meus olhos és bom como um anjo de Deus; porém disseram os príncipes dos filisteus: Não suba este conosco à batalha. 
1 Samuel 29:7-9

Sim Davi iria lutar contra israel do rei Saul, ao lado dos filisteus. 

A história na integra pode ser encontrada no primeiro livro de Samuel (Biblia) 

terça-feira, 9 de novembro de 2010

musica da semana

video

uma musica que eu particularmente gosto, espero que voces tambem Shawn McDonald 
Deus te abençõe

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Atos 1:3

"Atos 1:3 - Aos quais, também, depois de haver padecido, se apresentou vivo, com muitas provas infalíveis, aparecendo-lhes por espaço de quarenta dias, e lhes falando das coisas concernentes ao reino de Deus."
"Atos 1:3 - Aos quais, também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias e falando do que respeita (pertencem) ao Reino de Deus."
 
    Este versículo nos traz muitas revelações a respeito do início da chamada igreja primitiva, então vamos começar analizando este trecho, "Aos quais TAMBÉM", esta palavra também esta aqui por qual razão?

*também
adv.1. Do mesmo modo.
2. Igualmente, conjuntamente.
conj.3. Por isto, como consequência de tal.
    Peguei essa definição do dicionarío primeiro para demonstrar que tudo o que vimos até agora a respeito do que Jesus não só fez como também ensinou, era apenas parte do propósito inteiro. Este trecho nos afirma que do mesmo modo que Jesus fez estas coisas (fazer, e ensinar), ele também apareceu vivo. Jesus não poderia ter partido desta terra de uma forma normal como todo ser, pois Ele era diferente, se Jesus tivesse morrido e só, teria em 1º lugar não realizado algumas das verdades bíblicas (como mais para frente no próprio livro de atos veremos) de que não teria seu corpo preso a morte, que ao terceiro dia resurgiría. Em 2º, teria sido uma pessoa com um padrão moral elevadíssimo, mais de duas uma, ou seria um mentiroso, ou seria um louco.
    Vamos analizar Jesus em alguns aspectos, Jesus prega uma linda harmonia entre os homens, condena práticas pecaminosas mas não despreza os pecadores, e por fim se entrega a morte dizendo que voltará dela. Lindo não é? Você respondeu sim, porque Ele realmente voltou, mas se a história fosse diferente... Veja, se Jesus não voltasse da morte os discípulos continuariam com aquele sentimento de frustração, de ter dedicado a vida durante 3 anos a um homem que criam eles ser o filho de Deus, mas porém morreu,  e agora era só mais um entre tantos com um discurso bonito e uma vida exemplar. A igreja nunca teria florescido, e os apóstolos bem seriam pescadores, cobradores de impostos, e sabe-se lá mais o que poderiam ter sido.
    Esta era a real importância, o fim sempre é mais importante que o começo, nenhum time de futebol se gloria em ter feito 3X0 no seu rival no primeiro tempo, se no final o jogo terminar 4X3 para o time adversário.
    Jesus volta da morte e nos traz a realidade sobre sua pessoa, a confiança em sua pessoa, e a esperança em sua pessoa. Realidade porque Ele nos mostra que suas palavras eram verdadeiras. Confiança porque agora podemos confiar em uma pessoa que é verdadeira e que nem mesmo a morte pode detê-la, esperança porque nos prometeu o mesmo fim.
    Mas voltando a análise do texto, " Jesus voltou com muitas e infalíveis provas", provas essas em 2 ambitos pelo menos, físico e comportamental: Físico porque Jesus tinha furos nas mãos, e também ao seu lado onde a vara do soldado o traspassara, e comportamental pelo  modo como se portava, até mesmo o partir e abençoar o pão, Jesus era inconfundível, doce, amável, alegre, correto, verdadeiro, características essas que os apóstolos já tinham percebido nEle de forma diferente à qualquer ser humano que conheciam, logo poderiam sim, nos afirmar com toda a certeza que era realmente nosso Senhor e não um outro qualquer.
    A Bíblia nos dá a impressão de que Jesus não habitava com os apóstolos, ou convivia, sendo visto, e aparecendo-lhes, isso não nos transmite uma sensação de estar com eles como sempre o fez. O que Jesus fazia neste tempo em que não estava com eles? Essa é uma resposta que não tenho para oferecer, poderia estar desfrutando da comunhão com o pai, ou talvez pregando para alguém, quem sabe simplesmente observando como se comportavam, não sei mas creio que fez isso (digo se ausentar dos apóstolos) para que estes se acostumassem a viver sem sua presença física, para que eles entendessem que agora era tudo pela fé, pois não teriam mais como recorrer ao mestre pedindo para que ele falasse, curasse, expulsasse, e tudo mais quanto fazia.
    40 dias , o número 40 na Bíblia geralmente, senão sempre, vem representando um tempo de preparação, prova, e presença de Deus, vamos a alguns exemplos: A Arca de Noé, Moisés, o povo no deserto, Elias, a tentação de Jesus. Vejo que aqui não é diferente, durante 40 dias Jesus se apresentou aos seus apóstolos que estavam sendo preparados para o maior evento da História da igreja, o início em pentecostes. Sim, durante 40 dias Jesus falava a respeito do Reino, Jesus queria que eles fossem preparados para trazerem o Reino, sim, durante este tempo ele os faz ter isso em mente, o Reino como prioridade e desejarem o Reino à viverem pelo Reino, a terem seus corações abrasados por essa nova visão.
    3 anos eles tiveram para ver curas, milagres, sinais e prodígios. Eles aprenderam a evangelizar, a usar a autoridade do nome de Cristo, eles viram como se comporta um homem cheio do Espírito, eles aprenderam a amar, a como deveriam se comportar nas suas vidas, no ministério, porém lhes faltava algo, o Reino implantado no coração. João e Tiago queriam grandeza, poder, honra, mas depois deste dia lhes foi colocado um desejo novo, o desejo do Reino, de que seja feita a vontade de Deus, Jesus os preparou com a mensagem mais importante de suas vidas, o Reino.
    E este foi o treinamento, 40 dias ouvindo Jesus com toda a paixão do mundo lhes falar a respeito de algo superior que tomaria conta de suas vidas, o Reino implantado nos corações.

Que a nossa vida se baseie nesta mensagem do Reino
Deus nos abençõe                           

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

musica da semana

video
michael gungor um dos melhores musicos na musica cristã da atualidade, realmente criativo e com letras profundas... espero que gostem

Deus nos abençoe

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Atos 1:2

"Atos 1.2 até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo espírito santo, aos apóstolos que escolhera;"

"At 1.2 até o dia em que foi levado para cima, depois de haver dado mandamento, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera;"


    Nestes primeiros versículos, e porque não dizer neste primeiro capítulo, Lucas faz uma introdução ao objetivo de escrever este livro. Ele fala sobre a preparação "do início" de como ocorreram todos os atos dos apostolos, "Até ao dia..."

   Bom, como vimos no primeiro versículo, Jesus nos ensinou o seu proprio ser, sua vida, sua intimidade com o Pai, tudo isso "até ao dia que"... teve sua autoridade demonstrada, foi recebido por Deus o Pai, demonstrando que sua mensagem era verdadeira e fidedgna, essa pequena parte do versículo nos mostra muitas verdade a respeito de Jesus.

1) Jesus, mostrou-lhes o caminho.
    Podemos ver que Jesus tinha um propósito, um objetivo de vida, Jesus ensinou na prática e teoricamente também, Jesus aumentou-lhes a fé com suas palavras acompanhadas de demonstrações de poder, Jesus "até ao dia" ensinou, e não só isso, Ele fez tudo o que futuramente seria a missão dos seus discípulos. Tudo isso "até ao dia  que" foi recebido no céu.

2) Jesus, está acima de tudo.
    Como já disse, Jesus foi recebido nos céus, que é a habitação do Deus altíssimo, e a sua nova-antiga morada, Tudo o que é recebido, é porque foi enviado, Jesus diz no Evangelho escrito segundo João, que era necessário que Ele fosse para o Pai, para que o Espírito viesse, logo subentende-se que Jesus foi enviado para o céus para que essa palavra pudesse se cumprir. Falando dos céus ainda, A Bíblia nos fala que ele foi recebido a cima. acima de todo o nome,  acima de todo poder, de todo domínio, de toda religião, de toda carne, de tuda autoridade, acima de tudo, ele foi recebido e esta lá, esta lá para que possamos ter um alvo superior, um alvo mais elevado, para que possamos contemplar nosso destino e termos uma esperança verdadeira, esta lá para que possamos desejar estar com Ele acima dos problemas, dificuldades, aflições.

3) Jesus, nunca deixa a obra incompleta.
    Só foi recebido após ter realizado sua missão, ter dado mandamentos, Jesus deu mandamentos aos seus dicípulos, a sua obra era não apenas salvar a humanidade mas proporcionar a salvação que está nele, pela humanidade. Vamos explicar isso para que nada fique confuso, Jesus tinha um propósito, o propósito de salvar a humanidade e restaurar a comunhão desta com o Pai, entretanto, sua missão completa era que a humanidade fizesse parte dessa obra, para que todos fizessem parte desta salvação, era preciso que pessoas fiéis fossem encarregadas de levá-la a todos os lugares, Jesus é levado ao céus depois de mandar que os seus discípulos se enchessem e pregassem para toda a terra, só assim sua obra seria realmente completa, dando à raça humana o privilégio de fazer parte dos planos perfeitos do Criador.

4) Jesus, demonstra a importância do Espírito.
    Como vimos no estudo anterior de Atos 1.1, Jesus viveu como homem, e aqui Ele nos da uma demonstração de como vivermos os sonhos de Deus para nossas vidas, pelo Espírito Santo. Nossa vida é totalmente dependente dessa ação maravilhosa do Espirito, pois ela é a voz do próprio Deus para nós, Jesus, o Filho encarnado do Deus vivo era direcionado pelo Espírito Santo a dar mandamentos aos seus discípulos, precisamos deste mesmo Espírito para dirigir e confirmar estes mandamentos em nossa vida

5) Jesus, é ele quem escolhe
    Queridos, quantas pessoas estavam naquele lugar, quantas pessoas viveram tão perto deste Jesus, porém os escolhidos foram 11 a princípio e foram acrescentados a medida que Cristo os escolhia, saiba que não existe outra maneira de fazer estes atos tão maravilhosos descritos neste livro, se não, pela escolha de Cristo, é ele quem escolhe, Ele chama, Ele capacita, sim, é dEle, por Ele, e para Ele. Cristo escolheu homens iletrados, sem cultura religiosa, para serem os lideres da igreja primitíva, para que nós entendessemos que Ele e só Ele é a autoridade suprema da igreja.

Assim enceramos o versículo 2
Espero que este estudo possa abençoar a sua vida e que voce deseje cada dia mais conhecer desta maravilhosa palavra.

Deus nos abençõe                                     

terça-feira, 12 de outubro de 2010

musica da semana

Temos aqui uma bela canção profetica, que eu espero, em breve venha a se tornar realidade para nosso sertão. Oxente musical para quem não conhece vale a pena conferir
video

Que Deus te leve a um clamor verdadeiro pelo sertão nordestino

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Atos 1:1 ( Jesus pregava a si mesmo)

Atos 1.1 "Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo quanto Jesus começou a fazer e ensinar"
Atos 1:1 "Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar,"
Atos 1:1 "Em minha primeira narração, ó Teófilo, contei toda a seqüência das ações e dos ensinamentos de Jesus," 
Atos 1:1 "Prezado Teófilo, No primeiro livro que escrevi, contei tudo o que Jesus fez e ensinou, desde o começo do seu trabalho,"
  



    O livro dos Atos dos apostolos começa com uma menção do evangelho escrito pelo próprio autor que, como já vimos, era Lucas. Isso me faz meditar e chegar a uma compreenção lógica da necessidade vital de Cristo para esse livro, pois Ele mesmo não estando presente (forma física) se torna o personagem principal. 
    "Pareceu-me também a mim bem (conveniente) descrevê-los a ti, ó excelentíssimo Teófilo, por sua ordem, havendo-me já bem informado de tudo desde o princípio,"  
    Esta passagem pode nos ser útil para a identificação deste "tal" Teófilo. Como vimos, Lucas se refere a ele como excelentissimo, por esse título entende-se que ele era alguém importante, muito provavelmente um gentio, pelo fato de não ter conhecimento dos fatos, podendo ser porque não residia nas proximidades de onde Jesus atuava. Teófilo muito provavelmente, assim como a tradição acredita, era um recém convertido ao cristianismo, e talvez tivesse muito interesse nessa nova doutrina difundida pelos Judeus. O nome Teófilo (Theophile) significa Theo=Deus Filo=amigo sendo assim um "amigo de Deus" ou amante. O nome empregado aqui pode ter uma relação estrita com a paixão daqueles que desejam conhecer a Cristo, sendo assim o livro pode ter sido escrito para os amigos de Deus, aqueles que amam a sua palavra.

    Lucas o autor, nos fala na primeira frase de seu 2º livro já escrito. Um livro das coisas que Jesus começou a fazer e ensinar, isso nos mostra que no seu pequeno período, porém marcante na historia, Jesus não ensinava nada do que Ele não podia fazer, e mais do que isso, fazer como homem, não como Deus. O livro de Filipenses nos diz que Jesus se esvaziou de si, assumindo, ou por um período de tempo aceitando a condição de ser mortal, sujeito ao pecado, fraco, com necessidades físicas a serem supridas, e foi nesta condição que Jesus não só fez grandes coisas mas também nos ensinou, para que fossemos iguais a Ele, Jesus ensinava a sua própria vida, seu jeito de se relacionar com o Pai, Jesus dava testemunho de si e esse era o seu ensinamento, sempre falava de algo real para Ele, nunca ensinou nada que não fosse de seu total conhecimento, Jesus pregava a si mesmo. 

    E é essa menssagem que o livro de Atos vem nos trazer, que se formos amigos de Deus, colocando Jesus em primeiro lugar (Veja que antes de falar a respeito dos Atos dos Apostolos, Lucas fala sobre o que Jesus fez, quem foi, e o que ordenou que fizessemos) poderemos escrever nós mesmos as proximas páginas deste livro.
  


Que Deus nos abençõe

Amamos voces                

    Coloquei aqui algumas versões (mesmo eu preferindo a 2ª exposta) fiz isso para que percebam que existe uma relação entre os fatos ensinar e fazer, em nenhuma das versões encontramos estes dois elementos separados, por mais que as ordens possam ser alteradas, elas não se separam.